Sara Eloy

O país e a sociedade em que eu gostaria de estar integrada é um país que inclui e representa todos os cidadãos. A nossa longa história de terror esclavagista e barbaridades infligidas em seres humanos devia ter-nos ensinado a não repetir o mal que fizemos a outros iguais a nós. Inexplicavelmente ainda há entre nós quem se sinta superior. Enquanto houver seres que se sintam superiores e diminuam outros precisaremos de ativistas como Mamadou Ba que nos recordem para onde temos de ir já!

Sara Eloy
professora universitária