Brigada Estudantil

Solidariedade com o companheiro Mamadou Ba!

A Brigada Estudantil repudia a petição em circulação que exige a deportação do ativista antirracista Mamadou Ba, por se referir ao falecido ex-coronel Marcelino da Mata como criminoso de guerra (designação sustentada por historiadores proeminentes como Fernando Rosas). Tal como já anteriormente André Ventura disse que achava que a deputada Joacine Katar Moreira devia ser “devolvida ao seu país de origem”, esta petição segue a mesma linha. A Brigada Estudantil considera que tanto o André Ventura, bem como os organizadores desta petição e os deputados da Assembleia da República que a apoiaram, deviam ser punidos pelo crime de ódio racial.

O pedido de deportação do cidadão é uma violação do Estado de direito, em negação da conjuntura resultante do nosso passado colonial, e que visa limitar o debate a interpretações que glorificam o imperialismo. O negacionismo manifestado nos últimos anos em Portugal serve apenas como pretensão para adiar qualquer resolução aos problemas sociais. Por isso exigimos: a descolonização dos currículos escolares e a eliminação das estruturas de discriminação étnico-racial que persistem em Portugal e que insistem em reescrever a história de forma fraudulenta.

Consideramos que é importantíssimo o trabalho desenvolvido pelo companheiro Mamadou Ba, bem como é importantíssima a sua presença no grupo de trabalho contra o racismo.

Estamos juntes na luta!

Brigada Estudantil