André Pereira

Estou emcarneeosso com o Mamadou Ba!

Para mim não há muito a dizer sobre esta questão, mas isto é para mim que cresci com um frase que fui vendo repetida em diferentes sítios – numa cómoda antiga de família, numa estação do Metropolitano, nos livros da escola, etc… – “Não sou Grego nem Ateniense, mas sim um Cidadão do Mundo” (frase atribuída a Sócrates).

Seguindo este pensamento, não faz sentido algum qualquer diferenciação com base na cidadania de um ser humano. Aceitando que nem todas as pessoas valorizem a citação indicada do mesmo modo que eu, ainda menos sentido faz a expulsão do seu país de qualquer cidadão que tenha optado por ser cidadão desse mesmo país… É ilógico, é ridículo, é racismo!

Mamadou Ba fica!

André Pereira
gestor