Paula Melo

Mamadou fica, claro. Ao nosso lado.

No nosso país que alguns querem de brancos costumes resistiremos juntos,  Mamadou.

Somos muitos  contra a estupidez do mal que  quer silenciar a tua voz que não se resigna,  a tua coragem  e combatividade na denúncia da exploração do homem pelo homem, da discriminação, da pobreza, da injustiça.

Estamos juntos, com  alegria e generosidade, em todas as lutas necessárias para construir uma sociedade mais justa e fraterna, mais livre e feliz.

Mamadou ficas, claro. E nós  ficamos. 

Paula Melo
professora