Maria José Vitorino

Campanhas pode haver muitas, homens e mulheres combativos e solidários serão sempre de menos. Só por isso, fico aqui contigo, como tu com tantos outros e tantas outras permaneceste.

Mas fico por mais que isso: porque os ataques racistas e xenófobos, que nestes dias te tratam como um alvo, transformam o teu nome no nome de uma ideia. A ideia da liberdade, da igualdade, da fraternidade, universal, simples e clara, firme e resistente. E essa ideia, Mamadou, ambos sabemos, é nossa, e é linda.

Maria José Vitorino
professora / bibliotecária