Tiago Silva

Vivemos tempos de crise. E em tempos de crise, como sempre acontece, vem ao de cima o pior e o melhor das sociedades. Vem a capacidade para o progresso e a capacidade para o retrocesso. Vivemos em tempos de Andrés Venturas, Trumps e Bolsonaros. Mas também vivemos em tempos Mamadous Bas. Também vivemos num tempo em que muitos explorados, racializados e oprimidos se levantam e dizem basta. Com a potencialidade para a barbárie, surge também a potencialidade para o progresso, para uma sociedade muito superior a esta sociedade que clama por ser ultrapassada. Acho que não é difícil tomar posição. Apesar de nunca ter tido o privilégio de conhecer o Mamadou pessoalmente, tenho seguido, aqui desde a Finlândia, o seu percurso público. Manifesto, em quanta carne e osso quanto estes tempos de distanciamento nos permitem, a minha total solidariedade para o Mamadou Ba. Estamos juntos frente à barbárie, Mamadou.

Tiago Silva
bolseiro de investigação / doutorando
/ militante da Proletaarit (Finlândia)