Cláudia Elias

Fica onde queiras. Aqui, porque fazes falta e gosto de te saber perto. 

Parte, sempre que te apetecer. Caminha, viaja e volta. Sozinho, acompanhado.

O que te apetecer.

Abraça, dança (será o mais difícil), ama, luta, beija, cai e levanta-te, ergue o punho, grita golo, escreve e lê.

Um brinde a ti, a nós, a todas as pessoas antifascistas e que combatem o racismo sem medo. Com um copo ou dois, de tinto (sempre) e um sorriso.

Cláudia Elias