João Reis

Combater o racismo é imperativo.  O percurso de quem o combate é marcado por insultos, difamação e agressão, mas não o fazer traduz-se em perpetuar a desigualdade e opressão. Manter o Business as Usual não é opção, e é imperativo que quem combate o racismo em Portugal como Mamadou Ba continue a fazê-lo.

João Reis
ativista do Climáximo