Délio Figueiredo

Conheço o Mamadou há muitos anos.

E sei que é uma pessoa íntegra, corajosa e que me representa – por mais que nunca tenha sido representante oficial (leia-se deputado).

Infelizmente, mais uma vez está a ser alvo de ataques racistas e fascistas. Algo que, lamentavelmente, já não é novo na vida dele. Algo que de uma forma triste e miserável se tem vindo a tornar demasiado recorrente e trivial neste nosso Portugal.

Eu não sou ninguém famoso, nem figura pública, nem outra coisa qualquer dessa dimensão mediática. Apenas eu próprio, amigo, companheiro, pai, como tantos outros. Também sou membro da Comissão de Trabalhadores (desde Janeiro de 2019) da empresa onde trabalho desde 2013 (BNP Paribas Securities Services – sucursal em Portugal). Nas outras vezes em que algo deste género aconteceu, enviei ao Mamadou uma mensagem de solidariedade no LinkedIn.

Desta vez, por favor incluam-me nos signatários.

Não me importo de dar a cara por ele, porque muitas outras vezes foi o Mamadou que deu a cara por mim – naquilo que defende intransigentemente.

Muito obrigado.

Délio Figueiredo
comissão de trabalhadores bnp paribas securities services