Ana Alves

A defesa dos direitos humanos, a luta pela igualdade e pela democracia têm sido a missão de Mamadou Ba. 

Uma sociedade sã tem obrigatoriamente que ter estes valores bem enraizados na sua estrutura. 

A diversidade, a pluralidade e a igualdade são a riqueza de um povo. É pobre quem não convive com a diversidade e mais pobre ainda quem não aceita os erros do passado. Um passado esclavagista e colonialista que culminou num racismo estrutural que vai muito além de atitudes individuais de preconceito e discriminação.

É essencial rever a história e os fatos tal como eles aconteceram. É urgente debater estes assuntos com humildade e empatia. Só depois do reconhecimento de um problema é possível agir de forma a minimizar a dor causada e esse é um passo decisivo para a democracia.

O pedido para que Mamadou Ba vá para a sua terra tem que ser feito a todos os portugueses que não nasceram cá e que se insurgem com os mesmos problemas. Aos outros que nasceram em Portugal..talvez o exílio. Simplemente absurdo num país que se diz democrático.

Ana Alves
psicóloga