João Barbosa

A cidadania Portuguesa não compra o silêncio: não oferecemos cartões de cidadão com a contrapartida de que quem os recebe, se mantenha à margem da sociedade, calado. Bem pelo contrário, a cidadania exige que façamos justamente o oposto e que participemos na sociedade, denunciando injustiças nela presentes, com o intuito de a tornar a cada dia mais perfeita. 

É por isso que não há delito de opinião em Portugal – e muito menos a pena de expulsão de cidadãos do território nacional em virtude desta. É por isso que Mamadou Ba fala. Porque é um cidadão Português. Porque se algo que define simultaneamente a cidadania plena e o ser Português, é o falar, é o expressar-se de viva voz.

E é por eu também ser um cidadão Português, que eu junto a minha voz à dele e, mais ainda, hoje junto a minha voz às que já aqui se encontram e as mais que aqui se hão-de juntar, para defender o direito de Mamadou Ba a continuar a ser um cidadão Português – isto é, a poder (e dever) falar, sempre que tenha algo a dizer.

João Barbosa
responsável de comunicação, marketing e estratégia digital