Helena Dias

Tenho pelo Mamadou Ba a mais profunda admiração. Pela sua coragem, pela sua resistência e porque sei quanto ele nos é imprescindível.
O Mamadou  tem vindo a desmontar da forma mais eficaz o mito, que durante tanto tempo persistiu, que afirmava que Portugal não é um país racista. Na verdade o racismo prospera tanto mais, quanto mais é negado, surgindo depois dos lugares obscuros em que se escondia, para intimidar, agredir, matar.

Eu sinto, e digo-o com  frequência, que sou da cor de todos os injustiçados, de todos os perseguidos, mas isso, sei-o bem, não é suficiente. É preciso ter bem claras as causas  das injustiças e das perseguições e lutar sempre contra os seus cultores. Mas nunca desistir, nunca parar de lutar, é apenas para os verdadeiros resistentes, para os corajosos.
Mamadou é resistente e é corajoso, por isso afirmo que  ele nos é imprescindível. Aqui e agora.

Helena Dias
reformada