Carla Fernandes

Mamadou Ba Fica

Não há como ir, depois de se tornar palavra em movimento
Não há como ir, depois de se alimentar o espírito de luta
Não há como ir, depois de nos entregarmos aos afetos próprios da real revolução
Mamadou Ba fica em posicionamentos 
Mamadou Ba fica em esperanças
Mamadou Ba fica em resistência
Mamadou Ba fica em nós e entre nós… 
Fica!

Carla Fernandes
agente cultural