Gerhard Seibert

Repudio as petições na internet que exigem a deportação do cidadão Mamadou Ba, dirigente do SOS Racismo, devido aos seus comentários sobre as honras de Estado concedidas a Marcelino da Mata, recém-falecido  antigo militar português mais condecorado da ditadura salazarista. Além de serem inconstitucionais, estas petições são um ataque à liberdade de expressão e uma tentativa de denegrir a imagem de um dos rostos mais conhecidos da luta antirracista e pela igualdade racial em Portugal. Numa altura em que um militar condecorado pelas suas ações numa guerra colonial anacrônica, desencadeada por uma ditadura em  violação do direito internacional à autodeterminação dos povos, tem direito a funeral com a presença do Presidente da República e voto de pesar no parlamento, Portugal precisa de mais homens e mulheres com a postura de Mamadou Ba.

Gerhard Seibert
investigador CEI / ISCTE-IUL