Duran Clemente

Nenhuma guerra pode ser feita pelos caminhos do bem; por isso elas existem quando a diplomacia acaba. Por outras palavras. Um dos lados pode fazer a guerra porque entende ser justo afastar o opressor .Este porque entende- -a meu ver mal- – que deve continuar a opressão. Não havendo capacidade diplomática que evite a litigância torna-se inevitável que haja guerra. Mas as guerras têm ou devem ter graus comportamentais , não em ordem ao bem ou ao mal, mas em ordem aos valores que dignifiquem a humanidade e a civilização. Até por isso há tribunais de guerra que já julgaram crimes hediondos. Perante crimes de guerra ficar-se em jogos de equilíbrio e com retóricas barreiras de fumo ,como professam alguns, pode ser sensato, mas não é sério. Mamadou Ba é português. Estamos em democracia. Ouviu de certeza os relatos dos crimes da Marcelino da Mata ,um joguete do salazarismo .Mamadou Ba tem direito à sua opinião. Ainda por cima estando certa para mim e para grande parte de portugueses genuínos. A petição contra ele é mais um acto falhado (próximo dos inimigos da verdade) por quem a subscreve, como acto falhado e grave é a votação na AR, branqueando o colonialismo e as atrocidades nele cometidas, por ambos os lados em guerra e pisando a linha vermelha em ordem aos valores civilizacionais que referi.

Manuel Duran Clemente
coronel reformado